Seg-Sex 8:00-18:00
Sab-Dom - fechado

Rua PH 6, 837 - Solange Park II, Goiânia - GO, 74484-304, Brasil

+55623928-3914Entre em contato conosco
Como funcionam a impressora a laser? | Comando Cartuchos
Como funcionam a impressora a laser?

Como funcionam a impressora a laser?

impressora a laser

Você sabe o que acontece quando a impressora do seu escritório começa a funcionar?

Você pode encontrar uma impressora a laser em quase todos os escritórios. Do lado de fora, ela zumbe, produzindo páginas quentes e recém-impressas.

No interior, no entanto, há um show de luzes, combinando feixes de laser e correntes elétricas que funcionam perfeitamente em conjunto para transformar milhões de bytes de informações em uma imagem de qualquer coisa, desde um diagrama de uma célula ou um gato fofo. Mas como isso tudo acontece?

Você pode agradecer a eletricidade estática.

Tudo começa quando o usuário pressiona o botão de impressão no computador, enviando alguns milhões de bits (bytes) de informações para um pequeno chip na impressora.
Este mini cérebro converte os dados em uma imagem bidimensional pronta para ser impressa.

Dois componentes são ativados simultaneamente, iniciando o processo para transformar uma imagem digital em uma cópia impressa.

Um grande tambor, carregado positivamente por um fio conhecido como fio de corona, começa a girar.

Este tambor, conhecido como tambor fotorreceptor, será a interface principal entre a tinta e o papel. Ele gira a uma velocidade no tempo com o movimento do papel.
Ao mesmo tempo, um laser começa a disparar em um espelho que reflete a luz através do tambor milhões de vezes por segundo.

Quando o feixe de laser faz contato com o tambor, esse ponto preciso tem sua carga positiva removida, tornando-o carregado negativamente. Isso atrai toner carregado positivamente, um pó fino preto ou colorido.

Passando o laser sobre o tambor de novo e de novo, uma imagem carregada negativamente começa a se formar.

Um rolo, em seguida, aplica toner para o tambor para uma espessura de cerca de 15 mícrons ou cerca de um milésimo de um centímetro.
O toner só “adere” ao tambor, onde o laser converteu a carga em negativo.

Pense nisso como um rolo que tem uma imagem traçada em cola sobre ele. Se você depositar algo como farinha, ela só ficará onde a cola foi aplicada.
Agora chega a hora de colocar a tinta no papel.

Quando um alimentador puxa papel da bandeja de papel, recebe uma forte carga negativa de outro fio de corona dentro de um pequeno tambor. Isso torna o papel muito mais atraente para o toner do que o tambor fotorreceptor, fazendo com que ele salte para o papel.

O papel se move, atraindo o toner, com a imagem completa sendo transferida.
Neste ponto, você pensaria que o processo está completo, mas ainda há mais um passo importante.

O toner não seca como a tinta e, portanto, naquele momento, está preso apenas ao papel pela carga eletrostática. Assim, o papel é então passado entre dois cilindros, conhecidos como unidade do fusor, aquecendo rapidamente a superfície a 200 ° C e derretendo o toner na página. É por isso que o papel está quente quando sai da impressora.

Quando a impressão é concluída, o tambor fotorreceptor é reiniciado com uma nova carga positiva, o toner restante é eliminado e todo o processo recomeça.

E aí, ficou em surpreso em saber como funciona uma impressora? Acesse o blog do Comando Cartuchos e confira mais conteúdo como esse. Para conhecer os nossos serviços, acesse ao site e nos envie uma mensagem!

Whatsapp